Tecnologia AROP / AROP.NET

 

O AROP é uma plataforma orientada para a Gestão de Conteúdos – ECM (Enterprise Content Management).[1]

 A implementação do AROP, permite às organizações criar, gerir, distribuir e arquivar todos os tipos de conteúdos com segurança. Esta plataforma potencia ainda a criação de um ambiente de colaboração nas organizações, não só através da

 No módulo de Administração do eFlowAROP, são executadas todas as tarefas inerentes à gestão, tais como:

 

  • Controlo de fluxos

   • Definição e atribuição de permissões às entidades     intervenientes em cada processo (por utilizadores, grupos     e perfis)

 A sua total integração com a componente de gestão de conteúdos AROP.NET, permite de forma fácil e intuitiva que qualquer conteúdo ou conjunto de conteúdos residentes neste repositório, possam ser submetidos a processos de aprovação e publicação na Web.

 Na nossa opinião, e citando o exemplo dado no post onde falamos do caso da Direcção geral de Edifícios e monumentos nacionais, esta é uma tecnologia que pode ser implementada nos arquivos municipais, visto que é possível aliar a gestão arquivística à componente de disponibilização on-line

Exemplo do catálogo on-line assente nesta tecnologia

 clip_image0021

 Resultado de pesquisa

clip_image003 

 

 

 


[1] MICROFIL- Arodutos: Plataforma Arop.[em linha]. [Consultado Em 08-12-2008]. Disponível na internet em: http://www.microfil.pt/Microfil.pt/forms/005_A.aspx

Anúncios

Preservação digital

As tecnologias de informação são, actualmente, o principal suporte para a produção e armazenamento de informação, onde a rápida taxa de obsolescência tecnológica, inerente à indústria informática, levanta problemas críticos de preservação de informação operacionalmente indispensável à organização. Existem cenários em que a informação é produzida com carácter de utilização imediata sem serem consideradas necessidades operacionais sobre essa mesma informação a médio ou longo prazo. O resultado desta atitude resulta na perda, muitas vezes irreversível, de informação com consequências mais ou menos dramáticas para a instituição que a perdeu.

Portanto é necessário criar um conjunto de actividades com o fim de aumentar a vida útil dos documentos electrónicos, salvaguardando a utilização operacional e protegendo-os das falhas de suportes, perda física, e obsolescência tecnológica.

Estas actividades deverão ser desenvolvidas no sentido de promoverem a acessibilidade continuada aos conteúdos, assentando na preservação do conteúdo intelectual, forma, estilo, funcionalidade e aparência.

No vídeo que se segue é possível observar, as técnicas utilizadas na preservação digital dos mais variados formatos.

Fonte: http://www.dgarq.gov.pt/downloads/PlanoPreservacaoDigital_v1.0.pdf


  • Calendário

    • Novembro 2017
      S T Q Q S S D
      « Dez    
       12345
      6789101112
      13141516171819
      20212223242526
      27282930  
  • Pesquisar